Inteligência na Gestão

O papel dos analistas de Inteligência é produzir conhecimentos que permitam ao decisor estratégico e à sua organização antecipar eventos e movimentos, evitar surpresas e reduzir a incerteza na toma de decisões. Para isso direcionaram o seu trabalho elaborando avaliações, estimativas, projeções e alertas.

É importante ressaltar que Inteligência e Gestão Estratégica são processos complementares. Uma orienta o trabalho da outra. Portanto, pode-se dizer que falar em Gestão Estratégica sem Inteligência, para dar suporte e informação a decisores e gestores, é como dirigir à noite, sem faróis.

Pode-se ir em frente por algum tempo, mas certamente a surpresa adiante será inevitável. E ela não será boa.

 Objetivos:

  • Tornar-se mais competente no seu papel através do uso de ferramentas e processos comprovados.
  • Aumentar a sua flexibilidade conhecendo os comportamentos apropriados a cada situação.
  • Agir eficientemente através da análise de riscos e problemas.
  • Construir boas relações de trabalho.
  • Otimizar o seu desempenho e impulsionar o seu desenvolvimento.


Inicio

Conhecer as expectativas do formando e apresentar os objetivos e estrutura do curso.

Ter êxito nos primeiros passos como gestor

  • Definir o que está em jogo na sua nova função de gestor.
  • Ter êxito nas primeiras etapas da sua nomeação.
  • Identificar os princípios-chave da delegação.

Os estilos de gestão 

  • Diferenciar os vários estilos de gestão.
  • Adotar um estilo eficaz e evitar tornar-se ineficaz.
  • Adaptar o seu estilo à situação e aos seus colaboradores

Encorajar e manter a motivação da equipa

  • Compreender como funciona a motivação.
  • Usar as alavancas motivacionais certas.
  • Levar a cabo uma delegação motivante.

Competências situacionais do gestor

  • Diagnosticar a natureza de um problema.
  • Usar os conceitos-base da abordagem sistémica.
  • Compreender os diferentes níveis de perceção de uma situação, para agir eficazmente.

Competências relacionais do gestor

  • Saber utilizar as ferramentas de informação e comunicação de acordo com a situação e as necessidades da equipa.
  • Saber preparar e animar uma reunião.
  • Saber preparar e conduzir uma entrevista individual: metodologia e comportamento.
  • Gerir situações delicadas.

Competências emocionais

  • Compreender como funcionam as emoções.
  • Gerir as suas próprias emoções.
  • Gerir situações com forte carga emocional.

Seguimento

Apoiar a aplicação dos conceitos e avaliar o processo formativo.